De Quém é a Culpa?


As perguntas mais freqüentes, no ambiente de trabalho, geralmente são: "Quem é o culpado?", "Quem fez isso?", "Quem foi?
E assim passamos os dias, sempre à procura de culpas e de culpados... No entanto, dizem a razão e o bom senso, que melhor seria encontrar a solução do problema e depois buscar as causas, sempre com intuito de evitar que ocorra novamente.
O que geralmente ocorre é que as pessoas acusam-se reciprocamente em vez de avaliar a atividade e envidar esforços para fazer o melhor. Existem, também, as pessoas imaturas, que levam tudo para o campo pessoal e melindram-se quando ouvem críticas ao seu trabalho. É importante considerar tudo isso e começar a agir com maturidade em prol da atividade, e para o bem de todos.
O ser humano é naturalmente experimentador, inovador, ousado. Quando reprimido, torna-se falso, dissimulado, propenso a sabotar o trabalho dos outros. Quando ouvido, valorizado, considerado, orientado, liberta sua criatividade e produz coisas belas e nobres.
Pense nisso e aja de forma madura com seus pares. Você cresce e os outros também. Afinal, a vida é um aprendizado constante. E só cresce quem tem humildade para aprender, discernimento para ensinar e, sobretudo, coragem de renovar atitudes para melhor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fotografia a Arte de Uma Cultura... Admilson Barbosa Fotógrafo

Sou Fotógrafo e Agora?!

Fazendo Arte... ABFP